• Bruno Souza

O pequeno príncipe


Você provavelmente já leu o pequeno príncipe ou já ouviu falar.

.


É um daqueles livros incríveis que não importa o quanto você leia, sempre terá uma nova lição.

.


Caso tenha lido o livro, você vai se lembrar do chapéu que também podia ser uma jiboia comendo um elefante.

.


A coisa que mais me marcou no livro foi essa parte e a capacidade de olhar as coisas de outro ângulo, como criatividade.

.


Levo isso para minha vida e isso tem sido um bastião na hora que tenho dificuldades.

.


Criatividade significa a atividade de criar algo.

.


Como disse em outro post, só criamos com o que temos dentro do nosso mundo interno.

.


Uma vez estávamos trabalhando com uma imagem de um buraco sem fundo. A pessoa estava com muita dor, pois ela estava tensa e não largava a corda. Tinha medo de cair e morrer.

.


Assustador a principio, claro. Mas paramos e pedi que olhasse em volta e ao se acalmar pedi que olhasse em volta e me dissesse o que estava vendo.

.


Nada foi a resposta que recebi.

.


Nada não existe. Isso é irreal. Falei que devia ser difícil enxergar no escuro e perguntei se queria ajuda. Ao aceitar, eu pedi para acender a luz do celular e emprestei o meu (isso dentro de nossa imaginação).

.


Com a luz do celular foi possível ver as paredes e ver que haviam coisas nas paredes que tinham um contexto adequado no momento.

.


O chão não era tão fundo, mas não sabia se queria descer.

.


Encontramos então um espaço na parede onde poderá se apoiar e descansar os braços.

.


Esse foi um pequeno primeiro passo que ajudou a seguir em frente com a vida.

.


A questão é que:


Nada que eu dei existia. Eu não ensinei uma técnica de pescaria, eu não disse o que imaginar.

.


Tudo o que precisamos está sempre dentro de nós.

.


Nós DEVEMOS exercitar nossa criatividade.

.


É de graça e nossa maior potência .

© 2019 por Bruno Souza. Imperfeito e original